O passo-a-passo para encontrar um nome criativo para a sua marca

Montando sua empresa? Veja como chegar a um nome simples e criativo!

Originalidade é tudo na hora de estabelecer sua marca. Se você está no processo de criar um nome para a sua empresa, este post veio para te ajudar.

O nome de sua marca é uma das principais decisões que você precisará tomar. Ele vai dar aquela ajuda – junto a uma identidade visual cuidadosamente concebida – para estabelecer uma boa relação com o seu público consumidor.

É impressionante o quanto, hoje em dia, a concepção de ideias simples e criativas, funcionais, são a diferença entre empresas de sucesso e outras que não conseguem entrar no mercado. Mas, calma. Existe um caminho para conseguir encontrar um nome legal e marcante para a sua empresa. Ao contrário do que muita gente pensa, a criatividade pode ser trabalhada, você não precisa ter nascido criativo.

Veja algumas dicas para chegar a um nome interessante:

O nome de sua empresa pode surgir de diferentes formas, mas pense sempre com bom humor para chegar lá. Você pode fazer referências a momentos históricos, junção de duas palavras e até mesmo um erro ortográfico, um detalhe sobre o momento em que decidiu abrir seu negócio, enfim… mostre ao seu consumidor quem você é, e o que está oferecendo. Como?

1. Elenque as principais informações sobre a empresa

Pensar sobre as informações básicas de sua empresa é como o seu planejamento. A partir de dados básicos sobre a organização, é mais fácil encontrar a mensagem principal que ela pretende transmitir.

Você precisa encontrar, basicamente, as respostas para as seguintes questões:

  • Público para o qual a sua empresa se comunica
  •  Produtos e serviços ofertados
  • Missão, valores e ideais
  • Nomes de empresas concorrentes
  • Principais objetivos do negócio

Baseando-se nessas referências, você estará apto a iniciar o processo de composição do nome da marca. Lembre-se de que ele deve refletir os principais interesses do consumidor e, ao mesmo tempo, transmitir os princípios da corporação.

2. Peça sugestões

Vamos pressupor que você não tenha contratado um especialista ou feito uma pesquisa de mercado. Nesse caso, conte com a equipe que você contratou, ou seus sócios, para te ajudar a criar um nome criativo para seu negócio. Afinal, eles estão lá para te ajudar!

Todos os sócios e colaboradores devem participar, até mesmo os funcionários de baixo nível hierárquico. Até o Google surgiu a partir da sugestão de um aluno, então, dê voz às pessoas, elas podem te surpreender.

Converse, considere e anote cada uma das sugestões. Mesmo que elas não sejam as melhores opções no momento, podem ser úteis para gerar novos insights mais tarde.

Esse processo também é conhecido como brainstorm (algo como “tempestade cerebral”) e tem como objetivo facilitar a conexão de referências e ideias para encontrar novas soluções.

A partir das ideias, em algum momento, você construirá algo proveitoso.

3. Opte pelo simples e personalizado

Menos é mais, lembra? Aqui, nosso lembrete é que nomes confusos dificilmente são lembrados pelos consumidores. Por isso, é legal escolher algo mais simples, inclusive porque um nome curto também será mais facilmente inserido em um logotipo.

Tente se colocar no lugar do cliente. Pense em suas experiências, hábitos e costumes. E faça com que ele se sinta confortável ao ouvir o nome do seu negócio.

Passe longe das palavras rebuscadas, com pronúncia complicada ou em idiomas complexos para a sua audiência. Você não quer que sua empresa seja vista como algo inalcançável, muito pelo contrário. O ideal é trazer proximidade, pensando no cotidiano do seu público-alvo.

Outro detalhe importante: tome cuidado para que o nome não seja associado a outras marcas ou palavras ambíguas. Desse modo, o consumidor não corre o risco de acabar se confundindo. Ao observar o nome, ele deve relacioná-lo imediatamente ao seu nicho de mercado.

4. Seja ousado

A sua marca precisa de um nome memorável, então não se prenda às regras do idioma. Mas não esqueça da facilidade de pronúncia! Ao mesmo tempo, você não está elaborando palavras que serão incorporadas ao dicionário. Então ouse!

Tente encontrar palavras que refletem o seu produto e incorpore novas formas para escrevê-la. Ou, quem sabe, unir dois termos em apenas um, como a Petrobras. Também é válido encurtar, de modo similar à Natura, por exemplo.

Não tenha receio de utilizar a “inventividade”. Mesmo que a sua marca não seja conhecida agora, com um bom trabalho de branding, no futuro ela pode estar na mente dos consumidores.


Fale agora com a gente :)   (11) 9 4718 1038